AGRICULTORA É A MISS SANTA VITÓRIA DO PALMAR LATINA

Na busca pela coroa, Giliana Moro quer representar a mulher do agronegócio no concurso

A técnica agrônoma Giliana Moro, de 19 anos, é a candidata de Santa Vitória do Palmar nessa edição do Miss Rio Grande do Sul Latina.

Coordenada pela promotora Landrimary Gomes, a latina vitoriense está à frente da administração da propriedade rural da família e tem como objetivo se formar em Engenharia Agrônoma e conquistar espaço no agronegócio. “Cresci no campo aonde descobri a minha paixão pela agricultura. Aprendi do cultivo à criação. É uma honra ter como base o exemplo de minha mãe”, diz.

Tendo a gentileza como uma de suas características mais marcantes, Giliana conta que situações de injúria é uma das coisas que mais lhe faz perder a cabeça. Sobre a sua participação no Latina, a finalista afirma estar realizada e diz querer inspirar as mulheres do campo a acreditar na sua beleza e em seu potencial. “Me sinto feliz por representar a mulher do agronegócio e ser exemplo para tantas outras neste meio, pois não importa se estamos no campo, obra, tribunal, ou em tantos outros lugares, todas somos capazes de conquistar o que quisermos”, diz.

DO URUGUAI PARA O ESTADO GAÚCHO

Giliana nasceu no Uruguai e, aos dois anos de idade, a sua família veio morar no Brasil, se instalando na cidade de Bagé. Em 2017, ela passou a residir em Santa Vitória do Palmar, município que agora representa no Miss Rio Grande do Sul Latina com muito orgulho. Fluente em espanhol, a expectativa da candidata vitoriense é conquistar a coroa e poder representar o estado na fase nacional. “Sempre me senti muito acolhida em todos os lugares onde vivi e posso afirmar que me considero uma gaúcha. Gosto de transmitir gentileza, coragem e confiança e me sinto imensamente feliz por representar está cidade que me acolheu e que tanto amo”, destaca.

RESPONSABILIDADE E INSPIRAÇÃO

A rotina da latina é repleta de atividades que tem início às 5h da manhã. Antes do trabalho, Giliana prepara um bom chimarrão para, como ela mesma diz, “começar bem o dia”. No âmbito profissional, a participante destaca o quão importante tem sido a experiência de administrar os negócios da família. “Trabalhar entre dois países e ter de lidar com idiomas e meios diferentes, tem sido um aprendizado incrível. Tenho muitas responsabilidades, principalmente por esse ser o meio de renda a tantas famílias que trabalham conosco. A cada safra tenho uma nova aposta, muitas incertezas, preocupações, sorrisos e medos. Mas ganhando ou perdendo, o maior prêmio é saber que estou fazendo o meu melhor”, conta.

Quando questionada sobre como ela acha que as pessoas do seu meio profissional vão reagir a sua participação no concurso, a Miss Santa Vitória do Palmar acredita que vai servir de inspiração para outras mulheres do seu meio profissional participarem de eventos de beleza. “Algumas meninas ainda tem o receio de, por serem do campo, não poder se tornar miss ou modelo. Quero passar este exemplo não apenas às mulheres de minha área, mas, sim, as de outros setores que não se sentem seguras para isso. Quero levar minha cidade à uma boa colocação no Miss, pois para a nossa Santa Vitória seria uma honra conquistar a coroa pela primeira vez e servir como base para tantas meninas.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.