VENDEDORA DE 18 ANOS É A MISS XANGRI-LÁLATINA

NICOLI SILVA QUER SER A PRIMEIRA XANGRILENSE A CONQUISTAR A COROA

A estudante do curso de administração e vendedora, Nicoli Silva, 18 anos, é a candidata da cidade de Xangri-lá nessa edição do Miss Rio Grande do Sul Latina.

Preparada pelo promotor Gabriel Brandão, que estreia nessa temporada como coordenador municipal do concurso, a candidata é natural da cidade de Capão da Canoa, estuda em Osório e trabalha como comerciária em uma loja em Xangri-lá. Entre as suas principais características, Nicoli diz que as pessoas costumam reconhecê-la como uma mulher comunicativa e carismática. Já quando questionada sobre algum tipo de situação lhe faz perder o controle, a Miss afirma que algo que lhe faz perder a cabeça é o preconceito – seja por raça, sexualidade ou qualquer outro motivo. “O que me faz perder cabeça são as injustiças, principalmente as que são cometidas contra as ‘minorias’. Penso que nos dias de hoje não podemos nos calar e sempre temos que discutir essas problemáticas sociais, levando informação às pessoas”, diz.

Para a candidata, um dia feliz é aquele em que pode acordar e agradecer a Deus por tudo o que tem em sua vida, onde ela pode ver as pessoas que ama com saúde, principalmente em tempos de pandemia mundial. “Estar com a minha família e amigos, é um dia feliz para mim”, afirma.

UMA VOZ ÀS CAUSAS E LUTAS

Atualmente, o principal objetivo de Nicoli é se tonar a nova Miss RS Latina e concluir o curso de administração. A longo prazo, a finalista compartilha que almeja ser uma mulher realizada em todas as áreas da sua vida. “Eu quero ser a primeira mulher xangrilense a me tornar Miss Rio Grande do sul Latina e desejo ser uma voz para as minorias, mostrando que uma vendedora também pode ser miss, ou melhor, que todas as mulheres, independente da profissão ou classe social, podem ser miss e o que quiserem ser”, afirma.

Acompanhando a disputa há algum tempo, Nicoli conta que resolveu participar do Latina, porque vê muita verdade e seriedade no trabalho da organização. Outro motivo que contribuiu na decisão em concorrer na franquia, é o faro de o evento valoriza mais do que padrões estéticos. “Escolhi participar por saber que o concurso escolhe mais do que uma mulher bonita, ele elege uma candidata que se torna uma líder e dá voz às lutas e causas femininas”, comenta.

Nicoli também fala sobre a experiência de ser candidata, afirmando que a sua participação já está garantindo momentos maravilhosos em sua vida. Além de conhecimento, o evento está lhe ensinando a se conhecer melhor e mostrando o quanto é capaz de ser a sua melhor versão. “O concurso nos permite ter visibilidade, a incentivar outras pessoas a acreditarem em si e em seus sonhos. Já está sendo um momento inesquecível na minha vida”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.